SISTEMAS E SOLUÇÕES

Sist. para Aeronaves de Asas Fixas
  - WAD - Wide Area Display
  - A-1 (AMX)
  - AF-1
  - A-29 (EMB-314 Super Tucano)
  - Aviônicos
  - C-95M e P-95M
  - Dash V
  - KC-390
  - F-5M
  - Simulador - Força Aérea - EHUD
  - Sistema de Guiagem por Acompanhamento de Relevo
  - T-27

Sist. para Aeronaves de Asas Rotativas
  - Anvis HUD
  - D-Atena
  - Micro-Atena
  - STAR - Kit de Guiagem a Laser

Aeronaves Remotamente Pilotadas
  - Skylark® I-LEX
  - Hermes® 90
  - Hermes® 450
  - Hermes® 900

Segurança Pública
  - Safe Border
  - Safe City
  - Safe Ports
  - Safe Sites
  - Sigop
  - Lorros
  - Seros
  - Skeye
  - Simulador Segurança Pública

Sistemas para Blindados
  - DVE - Sistema de Condução Noturna
  - Simuladores para o VBPT - Guarani
  - UT30BR

Sistemas de Comunicação
  - MIPR
  - mTMR
  - MSR-3400
  - SDR-7200HH

Sistemas de Navegação
  - EGI

Sistemas para Tropas a Pé
  - Display de Combate
  - JS EYEPIECE
  - PDU
  - RAPTOR
  - S-NAV

Sistemas Optrônicos
  - Aquisição e Designação de Alvo
  - Família ATENA
  - Família Coral
  - GroundEye
  - Coral CR Atris
  - LIZ-M
  - Loris
  - MARS
  - Oasis

Contrato de Suporte Logístico
  - CLS
  - Login DCS

Sistemas Espaciais
  - Computador de Bordo
  - MMM - Microssatélite Multimissão Militar
  - Suprimento de Energia

Treinamento e Simulação
  - Forças Terrestres - Tatical e QG
  - Forças Terrestres - Treinamento ao Vivo
  - Forças Terrestres - Operadores
  - Forças Navais
  - Simulador Segurança Pública
  - Simulador - Força Aérea - EHUD
  - Simuladores para o VBPT - Guarani


 

Notícias
 
17/Jun/2013
´Olhar eletrônico´ vigia o Mané Garrincha do alto
 

Avião da FAB comandado do solo capta imagens mesmo à noite ou com chuva e poderá ser usado na final, no Maracanã

SÃO PAULO - O olho eletrônico já está no ar, em Brasília, sobre o Estádio Mané Garrincha – e vai vigiar tudo, em um raio de 250 quilômetros, a 5,5 mil metros. A princípio, vai permanecer no ar durante nove horas, das 12h às 21h. Se necessário, pode estender esse tempo até 16 horas ininterruptas.

A noite não é um problema: o Veículo Aéreo Não Tripulado, o Vant, da Força Aérea Brasileira (FAB), utiliza sistemas eletrônicos de visão noturna que permitem captar imagens em ambientes sem luz, mesmo em dias chuvosos, de neblina intensa, ou debaixo da copa das árvores.

O drone brasileiro veio de Israel. É um Hermes-450 fabricado pela Elbit Systems. O Esquadrão Horus mantém quatro dessas aeronaves. De acordo com o tenente coronel Donald Gramkow, comandante do time, "em um evento do porte da abertura da Copa das Confederações, começamos a observação bem antes e encerramos a missão muito tempo depois".

O drone vai decolar da Base Aérea de Brasília e cumprirá sua missão sem interferir no trânsito aéreo fora do perímetro fechado. Está em análise a utilização do Vant dia 30, no Maracanã, palco da final.

DESARMADO

Os Vants da FAB não levam armas. A autonomia permite que apenas duas aeronaves atuem ininterruptamente sobre uma determinada área. Com 10,5 metros de envergadura e 6,1m de comprimento, os Vants são pintados de cinza claro como recurso de camuflagem. São silenciosos. O RQ-450 é comandado por uma dupla de oficiais que permanece em uma cabine no solo, eventualmente instalada a quilômetros de distância da zona de verificação.

Não é o caso da equipe deslocada da Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, para o Distrito Federal. A estação terrestre, com monitores digitais e instrumentos de controle – joysticks, mouse, teclados – foi transferida, está por perto.

Fonte: Estado de S. Paulo

 
 
 
menu_inf servicos imprensa fornecedores vagas noticias servicos_downloads clientes servicos_trabalhe_conosco gestao_da_qualidade servicos_trabalhe_conosco ael sistemas