SISTEMAS E SOLUÇÕES

Sist. para Aeronaves de Asas Fixas
  - WAD - Wide Area Display
  - A-1 (AMX)
  - AF-1
  - A-29 (EMB-314 Super Tucano)
  - Aviônicos
  - C-95M e P-95M
  - Dash V
  - KC-390
  - F-5M
  - Simulador - Força Aérea - EHUD
  - Sistema de Guiagem por Acompanhamento de Relevo
  - T-27

Sist. para Aeronaves de Asas Rotativas
  - Anvis HUD
  - D-Atena
  - Micro-Atena
  - STAR - Kit de Guiagem a Laser

Aeronaves Remotamente Pilotadas
  - Skylark® C
  - Skylark® I-LEX
  - Hermes® 90
  - Hermes® 450
  - Hermes® 900

Segurança Pública
  - Safe Border
  - Safe City
  - Safe Ports
  - Safe Sites
  - Sigop
  - Lorros
  - Seros
  - Skeye
  - Simulador Segurança Pública

Sistemas para Blindados
  - DVE - Sistema de Condução Noturna
  - Simuladores para o VBPT - Guarani
  - UT30BR

Sistemas de Comunicação
  - MIPR
  - mTMR
  - MSR-3400
  - SDR-7200HH

Sistemas de Navegação
  - EGI

Sistemas para Tropas a Pé
  - Display de Combate
  - JS EYEPIECE
  - PDU
  - RAPTOR
  - S-NAV

Sistemas Optrônicos
  - Aquisição e Designação de Alvo
  - Família ATENA
  - Família Coral
  - GroundEye
  - Coral CR Atris
  - LIZ-M
  - Loris
  - MARS
  - Oasis
  - Spectro XR

Contrato de Suporte Logístico
  - CLS
  - Login DCS

Sistemas Espaciais
  - Computador de Bordo
  - MMM - Microssatélite Multimissão Militar
  - Suprimento de Energia

Treinamento e Simulação
  - Forças Terrestres - Tatical e QG
  - Forças Terrestres - Treinamento ao Vivo
  - Forças Terrestres - Operadores
  - Forças Navais
  - Simulador Segurança Pública
  - Simulador - Força Aérea - EHUD
  - Simuladores para o VBPT - Guarani


 

Notícias
 
26/Jul/2011
Receita da AEL deve crescer 50% este ano
 

Os novos negócios no mercado brasileiro de defesa e seguran�a dobraram o faturamento da AEL Sistemas a cada ano desde 2009. Subsidiária da Elbit Systems, empresa privada do setor de defesa de Israel, a AEL prevê crescimento de 50% na receita de 2011, comparado a 2010, quando obteve faturamento de US$ 40 milhões. Considerada um centro de excel�ncia na �rea de sistemas aviônicos, a fábrica da AEL Sistemas em Porto Alegre (RS) está sendo ampliada para abrigar os projetos contratados nos últimos meses. "Estamos investindo US$ 10 milhões em um novo prédio, mas teremos novas expans�es, por conta de outros neg�cios que estar�o sendo incorporados pela empresa", diz o vicepresidente de Operações, Vitor Neves.

Em parceria com a Embraer, a empresa iniciou a moderniza��o de um lote adicional de onze ca�as F-5, da For�a A�rea Brasileira (FAB). O neg�cio todo est� avaliado em US$ 158 milh�es e a AEL foi subcontratada pela Embraer para uma parte do projeto: o fornecimento dos sistemas avi�nicos (eletr�nica de bordo) dos ca�as. Outra parceria com a Embraer envolve o programa de moderniza��o de 43 jatos de combate AMX da FAB. No come�o do m�s o Senado aprovou R$ 195 milhões para o AMX.

A AEL assinou dois importantes contratos com a Helibras para modernização dos aviônicos dos helicópteros Esquilo, do Exército, e o fornecimento desses sistemas para os 50 EC-725, que estão sendo produzidos para as Forças Armadas Brasileiras. "O contrato com o Ex�rcito inclui 36 helic�pteros, mas existe uma frota de mais de 300 Esquilo em operação no Brasil, com potencial para receber esse sistema mais avançado de aviônica." A modernização do painel de instrumentos do helicóptero Esquilo est� sendo feita pela AEL em parceria com a francesa Sagem.

Com a Embraer, segundo Neves, a AEL negocia ainda a cria��o de uma empresa, que ter� capital majorit�rio da fabricante de aviões e ser� dedicada ao desenvolvimento e produ��o de VANTs (ve�culos a�reos n�o-tripulados). Em abril, as empresas fecharam acordo para avaliar a explora��o conjunta do mercado de vants, simuladores de voo e programas de modernização de aeronaves. "A nossa expectativa � que at� o fim de julho j� tenhamos a estrutura da nova empresa definida."

A cria��o da empresa, na opini�o de Neves, resultar� em uma parceria vantajosa para as duas partes. "Do nosso lado estaremos nos adequando �s diretrizes da Estrat�gia Nacional de Defesa, pois a nova
empresa ter� capital majorit�rio brasileiro e para a Embraer ser� uma oportunidade de compartilhar o know how numa �rea estrat�gica que ela ainda n�o atua." O executivo acredita que, com a Embraer, a AEL tamb�m ter� mais for�a no processo de aquisi��o futura de vants das For�as Armadas. No ano passado, a AEL venceu uma licita��o aberta pela FAB para a compra de dois vants, do modelo Hermes 450, fabricado pela Elbit. Com os dois ve�culos, a FAB pretende criar uma doutrina de utiliza��o de vants, uma vez que não tem experi�ncia com esse tipo de equipamento.

O plano do Minist�rio da Defesa � a cria��o de um projeto de vant nacional, que atenda �s necessidades do sistema de defesa brasileiro. A AEL est� montando um centro de excel�ncia de vants no Brasil e enviou para Israel um grupo de t�cnicos brasileiros para participar de um programa de desenvolvimento de tecnologias associadas a vants nas instala��es da Elbit. A negocia��o com a Embraer, de acordo com o executivo, inclui ainda uma poss�vel participa��o minorit�ria da fabricante de avi�es no capital da AEL. Atualmente, segundo Neves, a AEL conta com 200 funcion�rios na f�brica de Porto Alegre, mas este n�mero saltar� para 500 num prazo de tr�s anos, por conta dos projetos desenvolvidos pela empresa. A AEL � respons�vel ainda pela moderniza��o da frota de 54 Bandeirante da FAB. Na �rea de sistemas avi�nicos, a AEL � a �nica que possui uma linha de fabricação desses sistemas no Brasil.

Fonte: Valor Econômico

 
 
 
menu_inf servicos imprensa fornecedores noticias servicos_downloads clientes servicos_trabalhe_conosco gestao_da_qualidade ael sistemas